segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Testemunhas de Jeová responderão por Discriminação Religiosa no Ceará

imageQuando uma pessoa deixa de ser uma testemunha de Jeová, seja por abandono ou até mesmo por ter sofrido uma transfusão de sangue que lhe salvou a vida, todos os seus amigos e parentes que frequentam a igreja passam a se recusar a manter qualquer tipo de contato com a pessoa. Pais deixam de falar com os filhos e até de morar sob o mesmo teto, mesmo quando estes são menores de idade. Isso é chamado desassociação.

Sebastião Ramos, funcionário público federal na UFC, após publicar textos sobre o assunto, recebeu dezenas de e-mails de pessoas desassociadas e dissociadas dos Testemunhas de Jeová. Histórias de dor, solidão, tristeza e até suicídios. Milhares de pessoas. Isso o motivou a impetrar com uma denúncia no Ministério Público contra a Igreja dos Testemunhas de Jeová.

imageAgora, houve uma decisão jurídica favorável a um parecer da promotoria que acusa não só os anciãos que dessassociaram o Sebastião, mas a própria religião dos Testemunhas de Jeová de violar a Constituição Federal e a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Com a denúncia consolidada, os pastores da Igreja Testemunhas de jeová irão responder judicialmente por crime de discriminação religiosa.

Essa vitória mostra que a religião não pode passar por cima dos direitos de uma pessoa. É um ganho de causa não só para os desassociados e dissociados das Testemunhas de Jeová, mas para todos os cidadãos brasileiros.

Leiam mais sobre o assunto no Agora Tô On-line.

Postado por Anderson Azevêdo (@OCaicoense)
Fonte: Ateus do Brasil

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Ultimas Postagens